terça-feira, 29 de maio de 2018

No dia 24 de maio, Almada acolheu a final da Área Metropolitana de Lisboa, no âmbito do 12.º Concurso Nacional de Leitura. Em competição estiveram 64 alunos, do 1.º, 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico e Ensino Secundário, de 17 concelhos.
O 2º e 3º ciclo do concelho de Amadora foram representados por dois alunos do nosso Agrupamento - Beatriz Gavriliuc do 6ºB e Rafael Albasno do 8º5.
Esperando a prova escrita
Parabéns aos participantes! 

Lembrar Maio 68

No dia 25 de maio, os alunos do 8º ,  9ºanos e o 11º 4 simularam uma manifestação, lembrando assim as manifestações de Maio 68. Foi também o momento para acabar de expor os trabalhos sobre este acontecimento na papelaria e de ver "os murais" que tinham sido pendurados, na véspera, no exterior. Houve ainda tempo para dançar, na sala de professores ao ritmo da musica YéYé.





terça-feira, 22 de maio de 2018

Júlio Pomar

Em homenagem a Júlio Pomar, vejam este artigo do Observador 

Fotogaleria. 27 obras emblemáticas de Júlio Pomar em imagens




Maio 68 , 50 anos


Para assinalar os 50 anos de Maio 68, os alunos do 8º e 9º anos trabalharam nas aulas de História, Francês e Educação Visual este acontecimento que marcou a França e o mundo. 

Made with Padlet

domingo, 13 de maio de 2018

O que se passa na cabeça do meu adolescente?


Realizou-se no dia 2 de maio, no âmbito do Projeto de Ações de Melhoria do Agrupamento, uma sessão para Pais/EE subordinada ao tema "O que se passa na cabeça do meu adolescente?", com a presença da Psicóloga Cristina Valente
A iniciativa foi promovida pelos Serviços de Psicologia e Orientação Escolar em parceria com o Projeto EPIS, o Projeto de Promoção e Educação para a Saúde, a Biblioteca Escolar e a Equipa de Autoavaliação e contou com a preciosa colaboração dos alunos/as da turma AP11 e da Professora Filipa Marcos, que receberam os participantes com uma pequena dramatização, Querido Diário, inspirada no tema. Esta performance foi repetida na sala de professores no dia 10 de maio.




Eis algumas falas da pequena dramatização:

Hoje o meu dia foi meio estranho…sinto um turbilhão de emoções!
Mas porque é que eu não posso ir à festa da minha amiga e chegar às 4 da manhã??? Eu tenho 17 anos … sei que não sou um adulto mas também não sou nenhum bebé!
Não consigo desabafar com ninguém … não me sinto propriamente triste, mas sinto um grande vazio dentro de mim. Isto é tudo muito confuso para mim, então prefiro manter-me sozinho e não chatear ninguém com os meus problemas.