domingo, 9 de dezembro de 2018

Carta ao aluno que não lê "Os Maias" Visão


O escritor Afonso Reis Cabral, trineto de Eça de Queirós, escreveu para a VISÃO uma carta aos estudantes sobre o "calhamaço" publicado há 130 anos e ensinado nas nossas escolas. "Vês como respira? Como precisa de ti para sobreviver?"

O calhamaço que te obrigam a ler na escola está velho. Foi escrito há 130 anos (imagina a tua vida multiplicada por oito), é pois natural que te pareça demasiado pesado, um cadáver de papel do qual queres livrar-te o mais rapidamente possível. Mas atenção, tem calma. Pega-lhe com cuidado, sopesa-o na palma da mão como o telemóvel do qual dependes.

Vês como respira? Como precisa de ti para sobreviver?

Eu sei: a obrigação pesa. Só o facto de te meterem o livro à frente, de o analisarem contigo; pior, de o limitarem àquele tipo de estudo muito vazio que visa o exame, só isso já te estraga a vontade. A mim também estragou. Mas repara: o Eça não tem culpa de o submeterem à burocracia do ensino, de o terem posto nessa camisa de forças, e de te obrigarem a ti, que tens mais que fazer, a acatar ordens. Pensa que ele não escreveu para ti. Quer dizer, para te estragar a vida. Muito pelo contrário.
Afonso Reis Cabral

In Visão, 06-12-2018
Lê o resto do artigo na Visão


Afonso Reis Cabral ganhou o Prémio Leya em 2014 com o livro O Meu Irmão. Em 2018 editou o seu segundo romance: Pão de Açúcar

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Poesia à solta na ESFN



E se, um dia, não soubesse escrever
o nome próprio de todas as coisas?
E se, um dia, ao querer vestir-me de palavras
me sentisse nua?
E se, um dia, num voar incauto
trespassasse o Sol e me encontrasse?



Há vértices de tempo
em que a luz se eclipsa
olha-se o destino, uma última vez
nada se procura, nada se encontra
apenas as mãos,
recordam afetos exilados
acariciam-se,
procuram-se, encontram-se
e juntas, rezam.

Telma Nogueira

Momentos da Feira do Livro 18



Divulgação dos alunos de Francês



Hora do Conto




Qual é o sabor da Lua?
Qual é o sabor da lua?




O Monstro das Cores


quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Feira do Livro 18






A Biblioteca Escolar e o Departamento de Línguas convida a comunidade educativa a participar na Feira do Livro 2018, nos dias 28, 29 e 30 de novembro.


quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Dia Mundial da Filosofia na ESFN


Na ESFN, para comemorar o Dia Mundial da Filosofia, os alunos participarão em várias atividades:
Criação de um cenário grego onde decorrerá a leitura performativa de celebração de Filósofos gregos;
Apresentação de vídeos elaborados pelos alunos de Filosofia com algumas das questões que têm marcado a História da Filosofia;
Apresentações eletrónicas com frases significativas no âmbito da Filosofia;
Apresentação da disciplina de Filosofia (por alunos de 11.º ano) aos alunos do Ensino Básico (que ainda não conhecem a disciplina);
Exibição de cartazes alusivos à data e à Filosofia;
Exibição de camisolas brancas com frases de filósofos ou dos próprios alunos (que façam pensar).
Esta comemoração sublinha a importância da Filosofia, e do seu ensino, para o desenvolvimento de pessoas mais críticas, mais reflexivas, mais capazes de pensar a solução para os problemas éticos e políticos que preocupam as nações e os indivíduos em todo o mundo.


  


Dia Mundial da Filosofia 2018

Na terceira quinta-feira de cada mês de novembro, sob a égide da UNESCO, assinala-se o Dia Mundial da Filosofia. Colocando a Filosofia no centro do desenvolvimento do pensamento crítico, a UNESCO tem diligenciado no sentido de os governos de todo o mundo incluírem o pensamento filosófico nos planos de estudo do ensino obrigatório.
A APF disponibiliza alguns materiais de apoio que podem servir de mote para, em aula, se assinalar o Dia Mundial da Filosofia.

Literacia 3DI - O desafio pelo conhecimento


Este ano, cerca de 479 alunos do 5º, 6º, 7º e 8º ano do nosso Agrupamento aceitaram participar, de 19 a 30 de novembro, no desafio pelo conhecimento, Literacia 3DI (Matemática, Ciência, Leitura e Inglês) promovido pela Porto editora.
Uma Boa Prova para todos!

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Primeira Guerra Mundial - Um livro, um filme


A Filha do Capitão de José Rodrigues dos Santos

A história de uma grande paixão em tempo de guerra .


Quem sabe se a vida do capitão Afonso Brandão teria sido totalmente diferente se, naquela noite fria e húmida de 1917, não se tivesse apaixonado por uma bela francesa de olhos verdes e palavras meigas. O oficial do exército português estava nas trincheiras da Flandres, em plena carnificina da Primeira Guerra Mundial, quando viu o seu amor testado pela mais dura das provas. 



Em segredo, o Alto Comando alemão preparava um ataque decisivo, uma ofensiva tão devastadora que lhe permitiria vencer a guerra num só golpe, e tencionava quebrar a linha de defesa dos aliados num pequeno sector do vale do Lys. O sítio onde estavam os portugueses. 


Tendo como pano de fundo o cenário trágico da participação de Portugal na Grande Guerra, A Filha do Capitãotraz-nos a comovente história de uma paixão impossível e, num ritmo vivo e empolgante, assinala o regresso do grande romance às letras portuguesas.
In gradiva.pt

Feliz Natal de Christian Carion

Este filme inspira-se numa história verídica que aconteceu durante a Primeira Guerra Mundial, na noite de Natal de 1914, em vários locais da frente de batalha. Quando a guerra rebenta no Verão de 1914, surpreende e arrasta milhões de homens no seu turbilhão. E o Natal chega, com a neve e as prendas das famílias e dos Estados-Maiores. Nessa noite, um acontecimento notável vai mudar para sempre o destino de quatro pessoas: um padre escocês, um tenente francês, um tenor alemão e uma soprano dinamarquesa, estrelas da época que, nessa noite de Natal de 1914, se vão encontrar no meio de uma confraternização sem precedentes entre soldados alemães, franceses e escoceses que decidem deixar a espingarda no fundo das trincheiras para irem ter com quem está do outro lado, apertar-lhe a mão, trocar cigarros e chocolates, desejar "Feliz Natal!".
In público.pt

Centenário do fim da 1ª Guerra Mundial

Primeira Guerra Mundial, uma tragédia que moldou o século XX


Desde o atentado de Sarajevo, em 28 de junho de 1914, ao armistício de 11 de novembro de 1918, a Primeira Guerra Mundial deixou 10 milhões de mortos, redesenhou o mapa da Europa, derrubou três impérios, contribuiu para a revolução soviética e deu origem à Segunda Guerra Mundial. Uma guerra europeia que se alastrou a todo o mundo e que moldou o século XX.

Leia o resto da notícia em sapo.pt


terça-feira, 6 de novembro de 2018

Concurso Nacional de Leitura 18-19


O Agrupamento de Escolas Fernando Namora concorre, em todos os escalões, ao Concurso Nacional de Leitura. As provas a nível de escola realizam-se nos dias 11 e 12 de dezembro 2018. As inscrições decorrem até dia 16 de novembro na biblioteca ou junto do professor de Português.

Participem!

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Halloween na SMBA










Para celebrar o Halloween, as turmas do 5º ano decoraram as portas das suas salas. Parabéns a todos!









domingo, 28 de outubro de 2018

29.º Amadora BD


29.º Amadora BD 
O Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora, promovido pela Câmara Municipal da Amadora, decorre de dia 26 de outubro a 11 de novembro de 2018, no Fórum Luís de Camões.
Este ano, o destaque vai para o Brasil. Foram escolhidos autores de todo o Brasil, premiados nacional ou internacionalmente que produzem, principalmente, histórias em quadrinhos sobre temáticas estruturais ou fraturantes da sociedade brasileira.

O autor em destaque é Francisco Sousa Lobo, vencedor do Prémio de Melhor Álbum Português de Banda Desenhada de 2017, com a publicação “Deserto / Nuvem” (ed. Chili com Carne).



quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Eu ♥ biblioteca escolar - Outubro: Mês Internacional da BE



Convidamos a comunidade escolar a refletir sobre a sua BE.

Porque é que gostamos da biblioteca escolar? 
O que não gostamos na Biblioteca Escolar?

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Agora sei o quão finita me tornei


Uma aluna da Escola Secundária Fernando Namora, venceu a 9ª edição  do concurso FAÇA LÁ UM POEMA,  2018 - Nível de Ensino - 3.º Ciclo



Agora sei o quão finita me tornei
que dobrei a esquina de uma parte
da vida comprida
sem fumo, sem fogo, fugaz num fôlego
Perdi a minha infância,
feliz e divertida...
O zénite sem retorno anunciou-se eterno
e é também dolente o meu respirar novo
que mágoa me chega quando julgo
que me descubro?
Que lágrima tardia de mim se assomou?
Quero-te onde estás
Quero-te onde não te alcanço
Quero-te onde quero tudo
Estás lá em parte e não estás lá de todo!
Que parte de ti em mim resta?
Que resto de mim te perpetua
de forma breve?
Que vazio o mundo regista?
Dói-me algo em mim que se adormece...
Quero acordar rejeitando a verdade
crendo que ainda sou criança e que
comigo fica a infância
que o sono reparador tudo reporá
Quero voltar atrás depressa, depressa, já!
Imagino-te onde não estás
Imagino que ainda te alcanço
Imagino-te em todo o lado
E sei que estás lá em parte
mas não estás lá de todo!

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

A Maior lição do Mundo

 A Maior Lição do Mundo (AMLM) decorreu hoje, dia 10 de outubro, pelas 11 horas, no Agrupamento de Escolas de Alcanena. Contou com as presenças do Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, do Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues entre outras personalidades.

Este ano, A Maior Lição do Mundo associou-se às comemorações dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e dos 40 anos da adesão de Portugal à Convenção Europeia dos Direitos Humanos.
As turmas do 4º ano da EB1/JI da Brandoa participaram nesta atividade, na BE e na sala de aula. É de destacar os direitos das crianças e as palavras do Presidente da República em relação ao papel da Escola: "Aprender a estar e a gostar dos outros".




sábado, 22 de setembro de 2018

Leituras de Verão


Triste por acabar um bom romance.
Mais um livro de Joël Dicker, que lembra, pela sua estrutura, o seu grande sucesso, A Verdade sobre o Caso Harry Quebert, capítulos curtos, várias personagens que descobrimos ao longo do romance; um crime por desvendar e pistas que nos leva ao engano até ao final.

Sinopse
Na noite de 30 de Julho de 1994, a pacata vila de Orphea, na costa leste dos Estados Unidos, assiste ao grande espectáculo de abertura do festival de teatro. Mas o presidente da Câmara está atrasado para a cerimónia… Ao mesmo tempo, Samuel Paladin percorre as ruas desertas da vila à procura da mulher, que saiu para correr e não voltou. Só pára quando encontra o seu corpo em frente à casa do presidente da Câmara. Dentro da casa, toda a família do presidente está morta.

A investigação é entregue a Jesse Rosenberg e Derek Scott, dois jovens polícias do estado de Nova Iorque. Ambiciosos e tenazes, conseguem cercar o assassino e são condecorados por isso. Vinte anos mais tarde, na cerimónia de despedida de Rosenberg da Polícia, a jornalista Stephanie Mailer confronta-o com uma revelação inesperada: o assassino não é quem eles pensavam, e a jornalista reclama ter informações-chave para encontrar o verdadeiro culpado.

Dias depois, Stephanie desaparece.

Assim começa este thriller colossal, de ritmo vertiginoso, entrelaçando tramas, personagens, surpresas e volte-faces, sacudindo o leitor e impelindo-o, sem possibilidade de parar, até ao inesperado e inesquecível desenlace.

O que aconteceu a Stephanie Mailer?
E o que aconteceu realmente no Verão de 1994?
In FNAC


O livro a História de Uma Serva (The Handmaid's Tale) foi mundialmente destacado graças à sua adaptação para série televisiva, que ganhou oito Emmys, entre eles os de Melhor Série Dramática e Melhor Atriz de Série Dramática.
Um livro que nos faz pensar … e se houvesse problemas na continuidade da espécie humana, se a infertilidade se espalhasse por muitas mulheres, o que aconteceria às mulheres férteis? Será que perderão a sua liberdade e serão simples máquinas de procriação?

SINOPSE
Uma visão marcante da nossa sociedade radicalmente transformada por uma revolução teocrática. A História de Uma Serva tornou-se um dos livros mais influentes e mais lidos do nosso tempo.
Extremistas religiosos de direita derrubaram o governo norte-americano e queimaram a Constituição. A América é agora Gileade, um estado policial e fundamentalista onde as mulheres férteis, conhecidas como Servas, são obrigadas a conceber filhos para a elite estéril.
Defred é uma Serva na República de Gileade e acaba de ser transferida para a casa do enigmático Comandante e da sua ciumenta mulher. Pode ir uma vez por dia aos mercados, cujas tabuletas agora são imagens, porque as mulheres estão proibidas de ler. Tem de rezar para que o Comandante a engravide, já que, numa época de grande decréscimo do número de nascimentos, o valor de Defred reside na sua fertilidade, e o fracasso significa o exílio nas Colónias, perigosamente poluídas. Defred lembra-se de um tempo em que vivia com o marido e a filha e tinha um emprego, antes de perder tudo, incluindo o nome. Essas memórias misturam-se agora com ideias perigosas de rebelião e amor.

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Boas Férias! Excelentes leituras!



A equipa da BE deseja a todos umas boas férias. Aproveite para relaxar e ler um bom livro.


Veja os livros recomendados para este verão pelo Diário de Notícias.

. A Gargalhada de Augusto Reis, de Jacinto Lucas Pires 
O  Homem-Tigre, de Eka Kurniawan
. Como a Sombra que Passa de Antonio Muñoz Molina
O Fiel Defunto  de Germano Almeida
As Janelas do Céu de Gonzalo Giner

terça-feira, 19 de junho de 2018

Escola de verão de Matemática

Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, com o apoio do Centro de Matemática e Aplicações, acolherá a 9ª edição da Escola de Verão de Matemática, a MatNova2018, de 4 a 8 de Setembro de 2018.
Esta escola destina-se a alunos de excelência do Ensino Secundário, preferencialmente com o 10º ou o 11º ano de escolaridade concluído. Em alguns casos, poderão ser aceites pedidos de inscrição de alunos de outros anos de escolaridade.
Mais informações em MatNova 2018

Ocupação Científica de Jovens nas Férias



Este ano,  o núcleo Ciência Viva lança o programa-piloto Começar Cedo, para os alunos do 8º e 9º ano do ensino básico, um programa de estágios inteiramente vocacionados para as Tecnologias e Competências Digitais.

Mais informações em Ciência Viva Estágios.

Solução do Problema de Matemática de Maio

Eis a solução do último problema deste ano!


terça-feira, 29 de maio de 2018

No dia 24 de maio, Almada acolheu a final da Área Metropolitana de Lisboa, no âmbito do 12.º Concurso Nacional de Leitura. Em competição estiveram 64 alunos, do 1.º, 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico e Ensino Secundário, de 17 concelhos.
O 2º e 3º ciclo do concelho de Amadora foram representados por dois alunos do nosso Agrupamento - Beatriz Gavriliuc do 6ºB e Rafael Albasno do 8º5.
Esperando a prova escrita
Parabéns aos participantes! 

Lembrar Maio 68

No dia 25 de maio, os alunos do 8º ,  9ºanos e o 11º 4 simularam uma manifestação, lembrando assim as manifestações de Maio 68. Foi também o momento para acabar de expor os trabalhos sobre este acontecimento na papelaria e de ver "os murais" que tinham sido pendurados, na véspera, no exterior. Houve ainda tempo para dançar, na sala de professores ao ritmo da musica YéYé.





terça-feira, 22 de maio de 2018

Júlio Pomar

Em homenagem a Júlio Pomar, vejam este artigo do Observador 

Fotogaleria. 27 obras emblemáticas de Júlio Pomar em imagens




Maio 68 , 50 anos


Para assinalar os 50 anos de Maio 68, os alunos do 8º e 9º anos trabalharam nas aulas de História, Francês e Educação Visual este acontecimento que marcou a França e o mundo. 

Made with Padlet

domingo, 13 de maio de 2018

O que se passa na cabeça do meu adolescente?


Realizou-se no dia 2 de maio, no âmbito do Projeto de Ações de Melhoria do Agrupamento, uma sessão para Pais/EE subordinada ao tema "O que se passa na cabeça do meu adolescente?", com a presença da Psicóloga Cristina Valente
A iniciativa foi promovida pelos Serviços de Psicologia e Orientação Escolar em parceria com o Projeto EPIS, o Projeto de Promoção e Educação para a Saúde, a Biblioteca Escolar e a Equipa de Autoavaliação e contou com a preciosa colaboração dos alunos/as da turma AP11 e da Professora Filipa Marcos, que receberam os participantes com uma pequena dramatização, Querido Diário, inspirada no tema. Esta performance foi repetida na sala de professores no dia 10 de maio.




Eis algumas falas da pequena dramatização:

Hoje o meu dia foi meio estranho…sinto um turbilhão de emoções!
Mas porque é que eu não posso ir à festa da minha amiga e chegar às 4 da manhã??? Eu tenho 17 anos … sei que não sou um adulto mas também não sou nenhum bebé!
Não consigo desabafar com ninguém … não me sinto propriamente triste, mas sinto um grande vazio dentro de mim. Isto é tudo muito confuso para mim, então prefiro manter-me sozinho e não chatear ninguém com os meus problemas.