Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 1 de julho de 2024

Leituras em Movimento, Leituras na UEE

 Ao longo do ano, a professora Margarida Abreu dinamizou leituras e trabalhos criativos a partir das obras lidas. Apresentamos uma amostra do que foi realizado.

Parabéns à professora e aos alunos!

quarta-feira, 26 de junho de 2024

Aprender com a tecnologia - 6.º D

 Apresentamos o trabalho  desenvolvido pela turma D do 6.º ano no âmbito do PADDE em Matemática, Português e Educação Física.



quinta-feira, 6 de junho de 2024

Contar e cantar Abril - Francisco Fanhais

 


No passado dia 31 de maio, integrado no projeto Contar abril, esteve na nossa escola (ESFN) o cantor, por alguns designado de intervenção, Francisco Fanhais. Ex-sacerdote católico e exilado político, conheceu na carne as vicissitudes da ditadura com a qual nunca se conformou. É atualmente presidente da Associação José Afonso e no final do século passado foi feito Oficial da Ordem da Liberdade.

Veio para contar abril: contou, cantou e também declamou. Por vezes parece até que encantou. Cantou, entre outros, o poema de Sophia de Mello Breyner Andresen a Cantata da Paz e também Grândola, Vila Morena. Com clamor preencheu a sala e encheu corações. Porque a vida e as vivências revigoram as memórias e fazem transbordar as emoções  Quem lá esteve que conte como foi. Porque foi inesquecível.

segunda-feira, 3 de junho de 2024

Leituras na UEE da SMBA

     No âmbito da atividades “Ler com a Biblioteca Escolar”. A professora Ana Cristina Marques dinamizou uma atividade de leitura na Unidade de Ensino Especializado (UEE).

Foi lida a história, Como se faz Cor-de-Laranja, do escritor António Torrado. Foram ainda mostradas e explicadas as ilustrações de João Machado e ensinado a junção de cores necessárias para fazer Cor-de-laranja. (Vermelho e Amarelo).

   Perante o interesse que os alunos mostraram, assim como da professora Carla Inocêncio que os acompanhou nessa atividade, foi solicitado que ilustrassem a cena do fundo do mar tento de fazer sobressair o submarino e as algas cor-de--Laranja.

   No dia 22 de maio de 2024 os alunos da (UEE) deslocaram-se á Biblioteca da Escola e colocaram os seus desenhos no Placard que lhes era destinado.



quinta-feira, 23 de maio de 2024

Cidadania e Desenvovimento - Escravatura nos dias de hoje, 5.º C

 Os alunos do 5.ºC, neste ano letivo, nas aulas de Cidadania e Desenvolvimento pesquisaram sobre Escravatura nos dias de hoje no âsmbito dos Direitos do Homem.

Veja aqui  o ebook  do grupo III.









12.º 2 reflete sobre Igualdade de género

De acordo com as Nações Unidas, a igualdade de género diz respeito à “igualdade de direitos, responsabilidades e oportunidades das mulheres, homens e crianças”. Ou seja, não é o sexo com que nascemos que define os direitos, oportunidades e responsabilidades que vamos ter ao longo da vida. 

Há anos que as questões de género fazem parte da agenda internacional, mas a verdade é que as mulheres e raparigas são vítimas de discriminação e de violência em todo o mundo pelo simples facto de terem nascido com o sexo feminino. O relatório da OCDE “The Pursuit of Gender Equality: An Uphill Battle” garante que em nenhum país do mundo, nem sequer nos mais igualitários, se alcançou a igualdade de género. Aliás, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável que estão estipulados para 2030, estabelecem no ponto 5 “alcançar a igualdade entre os géneros e o empoderamento feminino”.

Considera-se que ainda vão ser precisos cerca de cem anos para que todos tenham as mesmas oportunidades e serão mais de duzentos anos até que todos recebam salários iguais por funções iguais. 

Os alunos do 12.º2 apresentaram trabalhos bastante interessantes sobre igualdade de género nas áreas da ciência, desporto, comédia, redes sociais e publicidade, cinema, tarefas domésticas, política, empresas, educação e países em desenvolvimento.





quinta-feira, 16 de maio de 2024

Leituras de Abril na UEE

A Encarregada de Educação de um dos alunos do 8.º1, Dra. Susana Patrício, realizou a leitura de textos e poemas relacionados com o 25 de abril, para os alunos do 8.º1 e da UEE (Unidade de Ensino Especializado), do 3.º ciclo, no dia 09 de abril de 2024. 

No início, efetuou uma introdução histórica, seguida da partilha da sua vivência pessoal, na época apontada. Posteriormente, leu com os alunos os textos relativos ao 25 de abril, tendo-se estes envolvidos de forma ativa.

domingo, 5 de maio de 2024

Símbolos de Abril : cravos, músicas, lápis azul, poemas …

No agrupamento, logo no final do 1.º semestre, todos os alunos do Pré-escolar, 1.º, 2.º, 3.º ciclos fizeram cravos nas aulas de expressões e de educação visual, projeto “Encosta o teu cravo ao meu e o sol brilhará para todos nós" desenvolvido em parceria com a junta de freguesia Encosta do Sol, cujo principal objetivo era colorir de cravos a rotunda junto à GALP. Assim aconteceu no dia 18 de abril durante toda a manhã. Este projeto envolveu também as escolas do Agrupamento de Alfornelos, cujos cravos foram plantados na rotunda do metro.

O cravo foi também motivo para uma aula entre o 11.º 2 e o 12.º 4 (História de um cravo). Os primeiros, alunos de Biologia, apresentaram o ciclo de vida do cravo. Foi possível fazer este estudo graças à oferta de 95 craveiras pela produtora Novo Sol Plantas, a Associação Portuguesa de Produtores de Flores Naturais e o Horto do Campo Grande.

Os alunos do 12.º ano apresentaram a visão histórica, a Revolução dos Cravos.


No Agrupamento, os alunos também cantaram Abril. Foram dinamizadas várias atividades em todas as escolas (EB1/JI da BrandoaEB2/JI Sacadura Cabral, Sophia de Mello Breyner Andresene na comunidade, no Mercado da Brandoa. Ouvimos Grândola, Que força é essa, Somos livres, Liberdade, Maré alta e outras músicas.

O lápis azul deu origem ao projeto "A Minha Liberdade é de Todos",  colaboração entre a Comissão dos 50 anos do 25 de Abril, o Gerador, o Plano Nacional das Artes (PNA) e a Viarco.  Desta vez o lápis azul tornou-se no símbolo de expressão da liberdade. Assim os nossos alunos da ESFN realizaram uma intervenção com o lápis, num pedaço de cartolina branca semelhante ao tamanho de um azulejo tipicamente português. Vejam o mural coletivo de várias escolas aqui.

Este projeto serviu ainda para um workshop para os pais no Dia Aberto à Comunidade.

Alunos, professores, funcionários, pais, entidades da comunidade leram textos de abril nestas datas em que decorreu também a Semana da Leitura nas várias escolas.

sábado, 4 de maio de 2024

Rita Correia na Semana da Leitura da EB1/JI Sacadura Cabral

Foi uma grande alegria para todos participar na apresentação de três obras muito especiais: Um Livro Para Ti, O Meu Nome É... e Ilumina, todas elas da talentosa autora e ilustradora Rita Correia.

Os livros de Rita Correia são verdadeiros tesouros que nos convidam a explorar a nossa imaginação, celebrar nossa identidade e encontrar a luz em meio à escuridão. Os alunos  tiveram a oportunidade de mergulhar nessas histórias incríveis e deixar que elas iluminem o seu caminho.

Também foram exibidos trabalhos artísticos e redações dos alunos, produzidos ao longo da semana, destacando suas reflexões e aprendizagens sobre o tema de cada livro.

terça-feira, 30 de abril de 2024

Semana da Leitura : Contar Abril na EB1/JI Sacadura Cabral

A Semana da Leitura decorreu entre 15 a 19 de abril. Contou com a apresentação de diversas atividades e a presença de vários convidados (representantes da autarquia, encarregados de educação, professores, funcionários).

Na Hora do Conto, os convidados leram contos infantis relacionados com liberdade, democracia e igualdade, inspirando reflexões sobre os valores fundamentais da Revolução. 

No Sarau Literário, os alunos celebraram a liberdade de expressão e a diversidade cultural com poesias, músicas e dramatizações.

Nessa semana recebemos ainda convidados especiais que vieram contar histórias de vida, experiências pessoais durante o 25 de Abril.  Partilharam a importância desse acontecimento na história de Portugal.

Abril foi também a ocasião para apresentar duas peças de teatro que tinha como tema a Revolução dos Cravos, destacando os principais eventos e personagens históricos. A primeira peça uma adaptação da obra o Tesouro pelos alunos do 4.ºB e a segunda a apresentação do livro As moscas pelos utentes do lar São José.


Na Oficina de abril, os alunos tiveram a oportunidade de criar, com  vários materiais, cravos, símbolo da Revolução, Revolução dos Cravos. Nesta oficina, aprenderam o seu significado e importância cultural. No dia 18 de abril, numa parceria com a Junta de Freguesia da Encosta do Sol, os alunos colocaram os cravos na rotunda da GALP para serem apreciados por toda a comunidade. 

Construíram chaimites, transporte de tropas durante a Guerra Colonial, que se tornou também outro símbolo da revolução do 25 de abril de 1974.

Os alunos tiveram a oportunidade de ter na escola uma réplica de uma chaimite, contruída a pedido da junta de freguesia da Encosta do Sol para as celebrações dos 50 anos de Abril. Esta chaimite percorreu todas as escolas da freguesia.

Muito destes trabalhos foram expostos juntamente com outros trabalhos de todas as escolas da freguesia da Encosta do Sol, no Fórum da Brandoa, para assinalar esta comemoração e permitir a vinda da comunidade. Todas as turmas visitaram a exposição, foi mais uma experiência educativa e enriquecedora para toda a comunidade.